As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Suzano: manutenção programada injetará R$ 162 milhões na economia regional de Aracruz

A Suzano concluiu a PG da Fábrica B e realizará a da Fábrica A em julho, além de R$ 1,17 bi em novos projetos em Aracruz até 2025

A Suzano concluiu recentemente a Parada Geral (PG) da Fábrica B, uma operação de manutenção programada. Em julho será realizada a PG da Fábrica A. No total, são R$ 162 milhões em investimentos, que contribuem para movimentar a economia regional, sobretudo na região de Aracruz, onde a operação movimenta uma cadeia de serviços como hospedagem, alimentação, transportes e outros.

Notícia continua após o anúncio

A empresa destaca as atividades envolvidas nas PGs, operações que demandam a contratação de empresas e de profissionais especializados. Para essas atividades, são mobilizadas 110 empresas e um total de 2.100 trabalhadores, cerca de 75% dos quais são do Espírito Santo. Priorizar a mão de obra local é uma das prerrogativas da Suzano na contratação das empresas que atuam nas PGs e faz parte do compromisso com o desenvolvimento regional.

Além da manutenção, a PG também inclui a modernização de equipamentos: 56% do montante de investimento previsto são destinados à aquisição de equipamentos. Os números de uma operação dessa natureza são robustos: são 6.700 ordens de serviço referentes a 45 projetos.

Os cuidados com a segurança dos trabalhadores são um capítulo à parte. Durante as Paradas Gerais, são realizadas mais de 20 mil horas de treinamento em saúde, segurança e qualidade de vida. “A PG é uma operação que requer muito planejamento e eficiência na execução. São investimentos volumosos que envolvem muitas pessoas, movimentam o mercado e contribuem para assegurar a eficiência e a estabilidade operacional do nosso parque industrial”, destaca Fabrício José da Silva, gerente executivo industrial da Suzano.

Nova caldeira e fábrica de tissue

Além das atividades relacionadas às PGs, estão em andamento na unidade Aracruz da Suzano dois outros investimentos de peso que somam R$ 1,17 bilhão. Um deles é a nova caldeira de biomassa, a Caldeira Auxiliar “C”, que envolve investimentos de R$ 520 milhões; e o outro é a implantação de uma fábrica de papel tissue e conversão do produto em papel higiênico, na qual serão investidos R$ 650 milhões. A previsão é de que esses investimentos sejam concluídos até o final de 2025.

Fonte: Suzano

Últimas Notícias

Quem é a Lenzing? Como ela impulsionará a participação da Suzano no mercado de fibras têxteis?

Suzano expande no mercado de celulose têxtil com aquisição de 15% da Lenzing e nova unidade de produção da Woodspin para fibras sustentáveis

Irani investe mais de R$ 18 milhões em plataformas de PD&I

Projetos da Irani em PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) focam em inovações que abrangem o segmento de papel, embalagem, florestal e meio ambiente

Irani Papel e Embalagem avalia novo ciclo de investimentos

Irani avalia projeto "Plataforma Neos", com expansão da base florestal, aumento da produção de celulose de fibra longa, papel para embalagens e papelão ondulado

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades