As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Com R$ 58 milhões, BNDES financia plano de inovação da WEG

Financiado pelo Programa BNDES Mais Inovação, plano da WEG prevê desenvolvimento de robô logístico e de sistemas de automação com tecnologia digital para indústria 4.0

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o financiamento do Plano de Investimento em Inovação da WEG Drives e Controls (WDC), no valor de R$ 58 milhões. Aprovado no âmbito do Programa BNDES Mais Inovação, o plano da empresa busca investir no desenvolvimento de produtos e processos mais eficientes, sustentáveis e digitais.

Notícia continua após o anúncio

Com investimento total de R$ 69,5 milhões, o plano de inovação das WEG compreende 45 projetos principais de inovação, divididos em cinco rotas tecnológicas, com cronogramas independentes e que ocorrerão concomitantemente. São elas: o desenvolvimento de robô logístico do tipo AMR (Autonomous Mobile Robot), para cargas de 500 kg, utilizado na indústria 4.0; o desenvolvimento de novos produtos ligados a Movimento & Controle (Motion & Control); o desenvolvimento de equipamentos voltados para sistemas críticos de energia, com foco em alto desempenho e eficiência energética, e o aprimoramento de sistemas de automação, com incorporação de tecnologias digitais, com redução total ou parcial de materiais não recicláveis.

“O objetivo da nova política industrial do governo do presidente Lula é fortalecer as empresas nacionais, tornando-as mais inovadoras e competitivas, com desenvolvimento nacional de tecnologias que resultem no aumento da produtividade”, afirmou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

“Com o apoio do BNDES, um parceiro importante da indústria brasileira, estamos fortalecendo nosso compromisso com a transição energética e o progresso tecnológico no Brasil”, disse o diretor de Finanças e Relações com Investidores da WEG, André Menegueti Salgueiro.

A operação aprovada pelo BNDES também prevê o desenvolvimento de tecnologias e produtos com menos impacto no meio ambiente. “O desenvolvimento de produtos e processos com maior eficiência energética reduzem as emissões de carbono e contribuem para que as empresas nacionais ampliem as exportações, gerando empregos e renda no Brasil”, explica o diretor de Desenvolvimento Produtivo, Inovação e Comércio Exterior do Banco, José Luís Gordon.

Fonte: Agência BNDES de Notícias

Últimas Notícias

Suzano adquire duas fábricas nos EUA por US$ 110 milhões, expandindo presença no mercado de embalagens

As fábricas são especializadas na produção de papelcartão utilizado em embalagens de líquidos e copos de papel, com uma capacidade produtiva de 420 mil toneladas anuais. Suzano adquire duas fábricas nos EUA da Pactiv Evergreen por US$ 110 milhões, fortalecendo sua posição em embalagens e papelcartão

Balança comercial do setor florestal tem alta no 1T24 puxada pelas vendas de painéis de madeira

A balança comercial do setor florestal brasileiro registrou saldo positivo de US$ 3,2 bi no 1T24, com destaque para as exportações de painéis de madeira

Madeira: exportações mostram estabilidade no primeiro semestre de 2024

A WoodFlow analisou os números de exportação de madeira do primeiro semestre de 2024. Indústrias relatam uma estabilidade na cartela de pedidos no período.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades