As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

CMPC transforma mel em recursos no Rio Grande do Sul

Programa Favos do Sul destina renda para mais de 139 instituições beneficentes na região. Há mais de três décadas, iniciativa da CMPC transforma mel em recursos para associações que atendem gratuitamente a população gaúcha

A CMPC desenvolve, desde o ano de 1981, o Favos do Sul, um programa por meio do qual produtores de mel recebem autorização da companhia para instalarem apiários dentro nas florestas de eucalipto. Em contrapartida, os produtores têm a atribuição de ceder dois quilos por caixa apícola ou doar o valor equivalente. Todo o recurso proveniente da iniciativa é convertido para instituições sem fins lucrativos que atendem a comunidade e estão cadastradas no programa da empresa.

Notícia continua após o anúncio

Atualmente, o Favos do Sul está presente em 33 municípios gaúchos e conta com 157 produtores cadastrados e 139 instituições beneficiadas. Em 2022, por meio do programa, foram produzidos cerca de 328 mil quilos de mel em mais de 200 hortos florestais. Deste total, foram doados 35 mil quilos de mel, o equivalente a R$ 693,6 mil que atendeu 19.259 pessoas em todo o Estado.

O eucalipto é reconhecido, entre outras coisas, pela sua abundante floração, o que, consequentemente, possibilita a produção de mel de altíssima qualidade. O objetivo do programa é gerar oportunidades de incremento de renda e qualidade de vida para apicultores e associações, promover a melhoria do atendimento em instituições sem fins lucrativos, como Apae’s (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), escolas, Centros de Recuperação, entre outras, e, assim, assegurar que estas organizações consigam beneficiar um maior número de pessoas por meio dessas doações.

Os hortos florestais mantidos pela companhia no Rio Grande Sul para plantação de eucalipto funcionam como uma espécie de abrigo biológico para centenas de espécies da fauna e flora local ameaçadas de extinção. Estes santuários naturais também desempenham um importante papel junto às comunidades, não só como provedores de recursos hídricos abundantes e de qualidade, mas como fonte econômica sustentável e em harmonia com o meio ambiente.

Fonte: CMPC

Notícias Recentes Newspulpaper

Últimas Notícias

Irani investe mais de R$ 80 milhões para modernização e ampliação do parque fabril

Recursos destinados pela Irani à Plataforma Gaia vão permitir a ampliação e a modernização da máquina de papel V na unidade de Campina da Alegria (SC)

Irani investe mais de R$ 18 milhões em plataformas de PD&I

Projetos da Irani em PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) focam em inovações que abrangem o segmento de papel, embalagem, florestal e meio ambiente

Irani Papel e Embalagem avalia novo ciclo de investimentos

Irani avalia projeto "Plataforma Neos", com expansão da base florestal, aumento da produção de celulose de fibra longa, papel para embalagens e papelão ondulado

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades