As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

     

    Produção E Comércio Mundial De Produtos Florestais

    PRODUÇÃO E COMÉRCIO MUNDIAL DE PRODUTOS FLORESTAIS

    Valor do comércio de bens e produtos cresceu quase 300% nos últimos 20 anos


    É inegável que nas últimas décadas as cadeias produtivas de todos os países tenham se interconectado em complexas cadeias de negócios globais. A cada dia se torna 
    mais obsoleto o conceito de indústrias do início do século passado em que a receita de sucesso e prosperidade era a verticalização das operações (como no clássico exemplo do automóvel, onde o “modelo” era que cada fábrica produzisse seus próprios pneus, acabamentos internos, partes mecânicas etc.).
    Vimos mais recentemente uma explosão do comércio mundial de produtos e serviços. Dados da Organização Mundial do Comércio apontam que o valor do comércio de bens e produtos cresceu quase 300% nos últimos 20 anos, mostrando assim que as negociações de compra e venda entre empresas de diferentes países se consolidaram no modelo produtivo mundial.

    Para acompanhar o aumento do comércio internacional de 
    mercadorias, foi necessário também um aumento da produção 
    mundial dos mais diversos produtos. A Figura 1 resume como 
    se deu o crescimento da produção mundial de produtos do 
    setor florestal. Embora alguns desses tenham vislumbrado um 
    crescimento muito elevado (os painéis de madeira são exemplos desse fenômeno), outros tiveram um aumento relativo 
    mais conservador (como na tora e na celulose).
    Mas como “padrão”, uma parte da produção do país é comercializada no mercado interno, atendendo à demanda local, 
    e outra parte é exportada para empresas localizadas em outros 
    países. Nas Figuras (2 e 3) a seguir são apresentadas as configurações do mercado mundial dessas cadeias produtivas do 
    setor florestal, durante o período dos últimos 20 anos.

    A primeira análise envolve o destino da produção mundial 
    de tora (ver Figura 2) e de cavaco (Figura 3). Em ambas as 
    situações é fácil perceber uma estabilidade geral do volume 
    da produção destinado ao consumo interno e do volume de 
    produção destinado ao comércio internacional. Em termos 
    relativos, ambos os produtos têm expressividade limitada no 
    comércio mundial. 

    A Figura 4 mostra que cerca de 30% da produção mundial de 
    madeira serrada (nas mais diversas configurações de qualidade, 
    acabamento e tamanhos) tem sido destinada ao comércio internacional durante praticamente todo o horizonte de análise. Por outro 
    lado, se vê na Figura 5 que a importância do comércio internacional para os painéis de madeira sólida (chapas de compensado, OSB, 
    painel colado lateral e outros) caiu no período selecionado (representando hoje cerca de 1/4 da produção mundial deste produto).

    As próximas duas análises mostram situações antagônicas. No 
    caso dos painéis de fibra de madeira (MDF, MDP, HDF e outros), 
    a importância do consumo dos mercados internos cresceu fortemente nos últimos 20 anos, embora tenha-se uma ligeira retra-
    ção desde 2015 (passou de 80% no ano citado para 76% em 2022, 
    conforme a Figura 6). Mesmo assim, no acumulado, a relevância 
    do mercado doméstico permanece bastante significativa. 
    Já na Figura 7 tem-se certa estabilidade no crescimento da 
    importância do mercado internacional como destino da produção mundial de celulose. Contudo, a proporção entre comércio internacional e mercado doméstico tem se mantido praticamente constante desde 2016.

    Leia mais no PDF

    Últimas Notícias

    Portocel iniciará movimentação de fertilizantes em conjunto com a Adufértil

    A expectativa é movimentar pelo Portocel entre 120 mil e 180 mil toneladas/ano de fertilizantes. Entre os clientes estão a Suzano e outros players do segmento

    Klabin lança papel colmeia, alternativa sustentável ao plástico-bolha

    A Klabin lançou o papel colmeia sustentável, reciclável e versátil, visando promover a economia circular e substituir o plástico-bolha

    SupriJá: a plataforma online da Suzano para impulsionar vendas

    A Suzano lançou a primeira etapa para uma plataforma, SupriJá, que busca impulsionar as vendas de parceiros focados no universo de materiais de escritório

    Branded Contents

    Wana transformando inovação em solução

    A WANA é uma empresa 100% nacional com mais de 20 anos de atuação, especialista na produção de aditivos químicos poliméricos para diversos mercados,...

    Valmet e Suzano investem em inovação e tecnologia para impulsionar o desenvolvimento sustentável da indústria

    Suzano e Valmet celebram uma década de parceria em Imperatriz, MA, marcada por avanços tecnológicos e sustentabilidade na produção de celulose

    Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel amplia foco em sustentabilidade

    Em um cenário industrial sempre mais competitivo e de constantes transformações são cada vez mais comuns projetos que exigem a implementação de processos inovadores...

    Compartilhar

    Newsletter

    Mantenha-se Atualizado!

    Assine nossa newsletter e receba com exclusividade novidades e notícias do setor.