As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Suzano: programa florestal capta R$ 2,6 bilhões em financiamento do BNDES

Projeto de produção de árvores de eucalipto superiores (hibridação florestal) e inovação aberta da companhia também será apoiado, com financiamento de R$ 31 milhões da linha BNDES Mais Inovação

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 2,6 bilhões para o programa florestal bienal da Suzano. A iniciativa, que envolve um investimento total de R$ 3,6 bilhões, prevê o plantio de até 435 mil hectares de fazendas de eucalipto nas proximidades das unidades industriais da companhia, nos estados do Espírito Santo, da Bahia, do Mato Grosso do Sul, do Maranhão, do Pará e de São Paulo.

Notícia continua após o anúncio

O Banco também aprovou, por meio de operação da linha BNDES Mais Inovação, financiamento de R$ 31 milhões para que a companhia desenvolva uma nova central de produção de árvores de eucalipto superiores (hibridação florestal) e para investimentos em uma chamada de inovação aberta, com estimativa de que sejam apoiados até 14 projetos inovadores relacionados a agroflorestas, remoção de carbono, biomassa de eucalipto e embalagens sustentáveis.

Para o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, os financiamentos reforçam a produtividade e a competitividade da indústria brasileira, com apoio a uma companhia que já tem presença relevante no mercado internacional e é reconhecida por práticas ambientais sustentáveis. “A neoindustrialização nacional, mais verde e mais inovadora, é uma prioridade do Governo Lula. O apoio do Banco ao programa florestal e ao projeto de inovação da Suzano está alinhado à nova política industrial brasileira, estimulando a bioeconomia a partir do manejo florestal sustentável”, avalia.

“A Suzano valoriza a parceria de longa data com o BNDES, que tem nos apoiado em projetos relevantes e contribuído para a diversificação de fontes de financiamento para viabilizar o plano de investimentos da companhia”, destaca Marcelo Bacci, Diretor Executivo de Finanças e Relações com Investidores da empresa.

Maior produtora global de celulose – insumo utilizado na fabricação de papéis higiênicos e itens sanitários, produtos absorventes e papéis de imprimir e escrever e embalagens, entre outros –, a Suzano investiu R$ 51,3 bilhões no quinquênio entre 2019 e 2023. Para 2024, ano de conclusão de uma nova fábrica de celulose no Mato Grosso do Sul, a companhia tem investimentos previstos de mais R$ 16,5 bilhões, incluindo recursos para a ampliação de sua área de plantio.

O programa florestal da Suzano contribui para a captura de carbono da atmosfera e contempla atividades de plantio de mudas de eucalipto até o fim de 2024, além do manejo sustentável das áreas pelos dois anos seguintes. Os investimentos envolvem preparo de solo e de mudas, adubação, controle de pragas, coveamento e aquisição de mudas.

Além de promoverem a captura e retenção de CO2 da atmosfera, as atividades do programa florestal garantem a manutenção de empregos nos diversos locais de atuação da empresa, que emprega mais de 40 mil pessoas direta e indiretamente. O plantio e o manejo das florestas de eucalipto pela empresa seguem práticas sustentáveis e contam com certificações florestais do Forest Stewardship Council (FSC), do Programa Brasileiro de Certificação Florestal (Cerflor) e do Programme for the Endorsement of Forest Certification (PEFC).

Fonte: BNDES

Últimas Notícias

Desmitificando a PL da Silvicultura 

Combatendo a desinformação sobre a silvicultura, especialistas esclarecem a produção florestal das árvores cultivadas como uma atividade sustentável

Preços mundiais dos produtos florestais mantêm cenário negativo

A produção e preços dos produtos florestais variaram na última década, com retrações na crise sanitária e recuperação seguida de novas quedas.

Demanda por produtos de papel: consequências das inundações no RS

As inundações no RS devem ter impacto limitado na demanda por papel em 2024, com forças opostas compensando-se no curto e médio prazo.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades