Ambipar Desenvolve Tecnologia Para O Reflorestamento

    Ambipar desenvolve tecnologia para o reflorestamento em massa com práticas ESG

    Notícia continua após o anúncio

    Com o uso de um drone semeador é possível despejar 20 mil Biocápsulas de sementes, cobrindo um hectare por voo, com tecnologia desenvolvida no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da companhia

    A Ambipar, multinacional brasileira líder em gestão ambiental, apresenta as Biocápsulas, tecnologia sustentável e inovadora para acelerar o plantio de sementes. Desenvolvidas no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da companhia, a solução foi criada em cápsulas biodegradáveis de colágeno, provenientes de resíduos da indústria farmacêutica. Assim, as sementes de árvores nativas encapsuladas, associadas ao condicionador de solo, reforçam e aceleram o reflorestamento em massa de áreas degradadas.   

    Na prática, em contato com a água, as Biocápsulas rapidamente derretem e formam nutrientes e organismos biológicos que ativam as sementes, provocando uma maior probabilidade de germinação, principalmente em solos degradados e pobres de nutrientes, os quais sofrem desmatamento, queimadas, erosão ou outra ação degenerativa antrópica. Por meio de um drone semeador, desenvolvido para essa finalidade, é possível fazer o lançamento aéreo de 20 mil Biocápsulas, cobrindo cerca de um hectare por voo.

    Há ainda a utilização casada com o Ecosolo®, composto orgânico que é desenvolvido pela Ambipar com resíduos da indústria de papel e celulose, envolto nas cápsulas de colágeno, subprodutos provenientes da indústria farmacêutica, que, juntos, protegem a semente do sol e aumentam a fertilidade do solo, consequentemente ampliando a probabilidade de germinação. Além de promover o conceito da economia circular, por meio da valorização de subprodutos industriais, essas tecnologias também contribuem para o fomento econômico de comunidades tradicionais, como indígenas e caiçaras, já que as sementes nativas são adquiridas de suas cooperativas.  

    Para acompanhar o processo, são feitas imagens aéreas pelos drones. Desta forma, o desenvolvimento das árvores pode ser certificado. “A tecnologia do drone, além de dispersar um grande volume de Biocápsulas, pode ainda coletar imagens em alta resolução e com coordenadas geográficas, feitas de forma 100% autônoma, além de monitorar a temperatura do solo, o controle de pragas, entre outras ações de reflorestamento”, relata o engenheiro ambiental e Head de Inovação da Ambipar, Gabriel Estevam Domingos.

    No Brasil, especialmente na Amazônia, há altos índices de desmatamento. De acordo com o monitoramento por satélite do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia), de janeiro a dezembro de 2022, foram devastados 10.573Km², a maior área desde que o instituto de pesquisa começou a monitorar a região, em 2008. Isso equivale à derrubada de quase 3 mil campos de futebol de florestas diariamente. Principalmente em áreas remotas e de difícil acesso, as Biocápsulas ativadas para o reflorestamento aéreo com drone facilitam a logística, se comparar com o sistema tradicional de reflorestamento. Até o momento, foram realizados diversos testes em áreas estratégicas, como em matas ciliares degradadas no entorno da Serra da Cantareira, na grande São Paulo, e no Xingu, no Estado do Pará. 

    Processo das Biocápsulas 

    As cápsulas duras, que predominam na indústria farmacêutica, são tradicionalmente feitas de gelatina, água, corante e outros opcionais, como conservantes e adjuvantes. Ao entrar em contato com a água, sofrem mudanças de sólido para gel, quando estão pouco acima da temperatura ambiente. 

    Já as cápsulas gelatinosas, feitas de material biodegradável juntamente com as sementes, não causam danos ao meio ambiente, pois elas sofrem o processo de degradação natural e liberam as sementes no solo, além de nutri-las com o componente nitrogênio. 

    Estrutura de trabalho inovadora

    O Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação fica na Ambipar Environment, subsidiária da Ambipar, que trabalha com serviços ambientais, compostagem de resíduos orgânicos e industriais, gestão de resíduos eletroeletrônicos e pós-consumo, gestão de resíduos automotivos, produtos para proteção ambiental, entre outros processos. O Centro de PD&I ocupa um complexo tecnológico com laboratórios, equipamentos e linhas de prototipagem, onde trabalham pesquisadores que desenvolvem soluções inovadoras para o meio ambiente, com foco na economia circular da valorização de resíduos. Ao longo de 10 anos, o Centro já registrou inúmeras patentes, recebeu mais de 40 prêmios, publicou centenas de artigos e implantou diversos projetos no Brasil e no exterior.  

     

    Sobre a Ambipar

    A Ambipar é uma multinacional brasileira, pioneira em soluções em gestão ambiental, presente em 40 países dos 6 continentes. Com suas subsidiárias, Ambipar Environment e Ambipar Response, visa contribuir para que as empresas e a sociedade sejam sustentáveis, preservando o mundo para as futuras gerações. Assim, ela oferece serviços e produtos como gerenciamento de crises e atendimento a emergências ambientais ocorridas em rodovias, ferrovias, aeroportos, portos, terminais portuários, indústrias, mineradoras e dutos. A Companhia apresenta em seu DNA o comprometimento com as questões sustentáveis, trabalhando os Pilares ESG dentro de seus negócios, além de prover soluções eficazes e estabelecer parcerias duradouras com colaboradores, clientes e fornecedores. Para saber mais, clique aqui.

     

     

    Últimas Notícias

    Com investimento de R$ 33 milhões, Valmet inaugura nova unidade industrial em Sorocaba (SP)

    A Valmet inaugura um centro de R$ 33 milhões em Sorocaba para manutenção de rolos de papel e celulose, fortalecendo sua presença na América do Sul.

    Segmento de aparas poderá enfrentar desafios para abastecer o mercado

    "Com a economia dando sinais de recuperação, se a demanda iniciar 2024 aquecida, poderemos ter falta de material mesmo com o mercado continuando a receber grandes volumes de papel de fibra virgem", aponta Pedro Vilas Boas, da Anguti Consultoria

    Nova fase de aumentos de preços das celuloses ocorre no 4T23

    A Europa e a China registram aumentos nos preços da celulose em dólar. Indícios apontam estabilidade nos EUA, indicando o fim da baixa de preços de set/2022 a ago/2023. Mercados de papéis mostram variações mistas em out/nov. No Brasil, papéis cartão estáveis, papéis miolo e kraftliner aumentam levemente, papel capa reciclada diminui.

    Branded Contents

    Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel amplia foco em sustentabilidade

    Em um cenário industrial sempre mais competitivo e de constantes transformações são cada vez mais comuns projetos que exigem a implementação de processos inovadores...

    IPEL Revoluciona Gestão de Insumos Químicos e Amplia Competitividade com Siderquímica

    Em resposta ao aumento dos custos de produção, a fabricante de papéis tissue IPEL reformulou sua gestão de insumos químicos em parceria com a Siderquímica. Resultando em redução de custos, estabilidade operacional e melhoria na qualidade dos produtos, a colaboração gerou benefícios expressivos e promete futuras inovações.

    Química Nova Brasil: Inovação e Excelência no Setor Químico Nacional

    A Química Nova Brasil (QNB) destaca-se no mercado de produtos químicos pela inovação e qualidade, fundamentada em alta tecnologia e uma equipe especializada. Com estratégias bem definidas e visão para o futuro, a empresa está posicionada para liderar e expandir sua presença na indústria.

    Compartilhar

    Newsletter

    Mantenha-se Atualizado!

    Assine nossa newsletter e receba com exclusividade novidades e notícias do setor.