As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Economia Circular na Prática: Destaques Sustentáveis do Setor de Celulose e Papel no ABTCP 2023

Começou na terça-feira (17/10), o Congresso Internacional de Celulose e Papel (ABTCP 2023), recebendo profissionais das mais diversas áreas da indústria para discutir os avanços de toda a cadeia produtiva do setor, da floresta ao produto acabado, que tem como pauta este ano a inovação como pilar da economia circular em seus processos e produtos.

Notícia continua após o anúncio

Darcio Berni, diretor executivo da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP), promotora do evento, enfatizou a escolha do tema durante a Sessão de Abertura.”O Congresso, realizado anualmente, destaca-se entre os principais eventos técnicos da cadeia produtiva de celulose e papel da América Latina e nesta 55ª edição, realizada em parceria com o Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais (IPEF), trouxe um assunto atual e de grande relevância ao público presente”, disse Berni, pontuando que ele foi pensado minuciosamente para atender a demanda da indústria por uma discussão mais intensificada sobre a circularidade na indústria e como ela tem permeado a estratégia e a tomada de decisões do setor.

Silvana Meister Sommer, presidente do ABTCP 2023 e gerente de Pesquisa e Desenvolvimento Industrial da Klabin, em seu pronunciamento, pontuou que serão três dias de intensa programação. “Temos grandes oportunidades pela frente e elas serão apresentadas e debatidas ao longo das mais de 80 palestras distribuídas entre as 14 sessões técnicas que compõem a programação do ABTCP 2023. Vale destacar que esta edição já reúne números expressivos. O Comitê Avaliador da ABTCP recebeu 149 trabalhos e 82 pôsteres. A expectativa é contar com um público de 500 participantes durante os três dias de evento”, destacou Silvana.

<em>Crédito ABTCP Gladstone Campos<br>Durante a Sessão de Abertura Silvana Meister Sommer presidente do Congresso ABTCP 2023 entregou o prêmio de Melhor Trabalho de Estudante à Ianca Oliveira Borges<em>

A Sessão de Abertura também contou com as palavras de Rodrigo Vizotto, presidente do Conselho Executivo da ABTCP, Carlos Augusto do Amaral Santos, representando o IPEF e do Embaixador José Carlos da Fonseca Jr., em nome da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) e da Associação Brasileira de Embalagens em Papel (Empapel).

DESTAQUES DO DIA

Grandes momentos marcaram esse primeiro dia que contou com Sessão de Abertura, Sessões Técnicas, Sessão de Pôsteres, acompanhada de um coquetel ao final das palestras. Entre os destaques estão a participação do Embaixador André Corrêa do Lago, secretário do Clima, Energia e Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores, a plenária com o executivo da Fundação Ellen MacArthur e o lançamento oficial da Universidade Setorial e do portal de notícias Newspulpaper.com

Na ocasião, Lago, que participou remotamente a convite da ABTCP, compartilhou suas perspectivas para avanço das pautas ambientais até a COP 30 e a emergência climática enfrentada. “Com base na minha experiência, a grande diferença entre as negociações dos anos 1990, 2000 e as atuais é a emergência. Hoje, temos um conhecimento científico já consolidado e situações extremamente drásticas em curso no mundo todo. As circunstâncias atuais também levam a uma conscientização maior da sociedade. De qualquer forma, ainda é importante ressaltar que a mudança do clima não é uma questão ambiental, mas sim econômica, o que demanda uma reflexão conjunta sobre setores que vão sofrer mais impactos. As conferências anuais do clima são fundamentais para organizar os debates e as agendas. Sediar a COP 30, na Amazônia, tem um grande simbolismo para o Brasil”, contextualizou o embaixador.

<em>Crédito Thais Santi <em><br><em>Lago mudança do clima não é uma questão ambiental mas sim econômica o que demanda uma reflexão conjunta sobre setores que vão sofrer mais impactos<em>

Ao finalizar seu discurso, Lago pontuou que o setor é exemplo positivo do Brasil para o mundo e que pode contribuir ainda mais com soluções para a questão climática.

Também com enfoque na agenda sustentável do setor e enfatizando a necessidade do direcionamento de recursos, Guilherme Suertegaray, da Fundação Ellen MacArthur, https://www.ellenmacarthurfoundation.org/ foi o palestrante convidado da Plenária sobre circularidade. O keynote apontou que a economia circular propõe um redesenho eficiente do modelo econômico vigente, a partir de três princípios: eliminação de resíduos e poluição, circularidade de produtos e materiais, e regeneração da natureza e que já se vê alguns exemplos de onde a economia circular está presente, com a implantação prática da inovação resultando em vantagens competitivas nos aspectos social, ambiental e econômico. “Mas, nem só de inovação empresarial se faz a transformação que precisamos como sociedade. Elementos viabilizadores importantes, sobretudo, políticas públicas e finanças, precisam existir e avançar paralelamente”, afirmou.

Crédito ABTCP Gladstone Campos<br>Suertegaray a economia circular propõe um redesenho eficiente do modelo econômico vigente a partir de três princípios eliminação de resíduos e poluição circularidade de produtos e materiais

Sessões Técnicas Impulsionam Inovação Sustentável

No primeiro dia do Congresso Internacional de Celulose e Papel, promovido pela Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP), as duas Sessões Técnicas – Sustentabilidade e Florestal – proporcionaram um panorama rico e detalhado sobre as inovações mais recentes na indústria.

Ouça o depoimento do moderador Henrique Luvison sobre a Sessão Técnica de Sustentabilidade


Na Sessão de Sustentabilidade, especialistas renomados como Masaki Chiba e Toshihiko Kasuya, do OJI GROUP, compartilharam estratégias inovadoras para promover a inovação verde circular. Lairton Leonardi, da REPULPING TECHNOLOGY GMBH & CO. KG, apresentou soluções eficientes para a reciclagem de aparas especiais, enquanto Mohammad Rezaei, da GIG KARASEK GMBH, discutiu a eletrorredução de CO2, apontando caminhos para reduzir as emissões de carbono. Patricia Fernanda Vieira, da IBEMA, revelou iniciativas pioneiras que unem sustentabilidade e responsabilidade social, e Alexis Metais, da XYLEM, destacou estratégias para melhorar a eficiência energética e reduzir as emissões em produtos químicos de branqueamento.

Ouça aqui o depoimento do moderador Prof. José Otávio Brito sobre a Sessão Técnica Florestal:


Na Sessão Técnica Florestal, os participantes foram agraciados com apresentações igualmente impactantes. Graziela Vidaurre, da UFES, examinou a influência genética e silvicultural na qualidade da madeira, enfocando aspectos essenciais para a indústria. Dalton Longue Júnior, da UESB, detalhou a importância da amostragem precisa para a caracterização da madeira, enquanto Pamela Talevi, da KLABIN, trouxe uma avaliação criteriosa dos cavacos de costaneira no processo de polpação Kraft Kappa Alto. Após o intervalo, Gian Carlos Huacles, da RADAZ, trouxe à tona o uso inovador de radares de drones, ilustrando como essa tecnologia está revolucionando a economia circular na indústria florestal. As apresentações ressaltaram a necessidade contínua de pesquisa e inovação para criar uma indústria florestal mais sustentável e eficiente.

Essas sessões técnicas não apenas evidenciaram o compromisso da indústria com práticas sustentáveis, mas também destacaram a importância do diálogo e da colaboração para impulsionar um futuro mais verde para a indústria de celulose e papel.

Para conferir a programação completa, acesse: abtcp2023.org.br

Acompanhe mais sobre o evento nas redes sociais da ABTCP e aguarde a cobertura completa das palestras na edição de novembro da Revista O Papel.

Últimas Notícias

Desmitificando a PL da Silvicultura 

Combatendo a desinformação sobre a silvicultura, especialistas esclarecem a produção florestal das árvores cultivadas como uma atividade sustentável

Preços mundiais dos produtos florestais mantêm cenário negativo

A produção e preços dos produtos florestais variaram na última década, com retrações na crise sanitária e recuperação seguida de novas quedas.

Demanda por produtos de papel: consequências das inundações no RS

As inundações no RS devem ter impacto limitado na demanda por papel em 2024, com forças opostas compensando-se no curto e médio prazo.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades