As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

     

    Furos-Alças

    Incluir furos-alças para facilitar o manuseio de embalagens
    de papelão ondulado é uma prática bastante utilizada pelos
    projetistas de embalagens. Há, entretanto, alguns cuidados a
    serem seguidos e gostaríamos analisar alguns deles que, possivelmente,
    já são observados, mas, creio, não por todos os projetistas.
    Isso porque temos encontrado algumas situações pouco
    recomendáveis especialmente para embalagens de frutas ou legumes,
    por exemplo. Vamos a algumas observações:
    Posicionamento
    Posicionam-se normalmente nas testeiras da embalagem.
    Há casos, porém, também nas laterais. Os furos-alças são dispostos
    na parte superior, próximos da aresta horizontal da
    embalagem e é importante que a distância entre o início do
    furo-alça e a aresta horizontal tenha um distanciamento adequado
    para que haja uma pega apropriada para as mãos segurarem eficientemente
    a embalagem. Isso tem a ver com a qualidade da chapa
    de papelão ondulado e o peso bruto da embalagem, mesmo porque
    às vezes se usa um furto-alça exatamente por ser a embalagem de
    peso bruto alto ou porque a altura da embalagem é tal que dificulta
    o manuseio pegando a embalagem pelo fundo ou pelas laterais.
    Ocorrências
    • Manuseio
    Sendo a embalagem muito manuseada na distribuição, havendo
    muitas cargas e descargas, os furos-alças podem se rasgar
    e enfraquecer a área de pega. Muito manuseio pode indicar
    ou sugerir o uso de furos-alças; pouco manuseio, ao contrário, a
    não ser em alguns casos como os exemplificados acima.

    • Rasgamento
    Em virtude da qualidade do papelão ondulado (capas
    kraft ou recicladas) – capas de material kraft costumam ter
    maior resistência ao rasgo, embora não seja um impedimento
    para se usar capas recicladas, mesmo porque o reciclado
    hoje já dispõe de certa “igualdade” com o Kraft. Para papelão
    ondulado de menor resistência pode-se reforçar a área do
    furo fazendo um vinco duplo na parte superior, ou seja, não
    cortando o furo na parte superior. Dobrando-se para dentro,
    pelos vínculos duplos, cria-se um reforço (duas paredes)
    para ser “abraçado” pelas mãos. É um reforço significativo
    e pode ser usado se não houver dificuldade no manuseio,
    dificuldade essa imposta pelo conteúdo, muito “colado” à
    parede interna da embalagem. Se possível, na fabricação da
    embalagem, já ser coladas essas duas paredes, o reforço traz
    uma boa “pega” e resistência extra para o furo-alça. Conteúdos
    que nas áreas do furo não encostam na parte interna da
    embalagem (como garrafas, por exemplo), permitem dobrar
    a parte não recortada do furo-alça para dentro facilmente na
    hora do manuseio.
    Pouco distanciamento entre a borda superior do furo-alça
    e a aresta horizontal da embalagem pode facilitar o rasgo.
    Cuidados
    – Evitar manuseio ríspido;
    – Não jogar a embalagem segurando-a pelos furos-alça;
    – Não manusear mais de uma embalagem por vez, aumentando
    assim esforços sobre as alças da embalagem
    de baixo – dependendo do peso bruto da embalagem.

    Últimas Notícias

    IFC lança inteligência artificial para análise ESG

    A IFC anunciou o lançamento do MALENA, uma ferramenta gratuita com inteligência artificial (IA) para simplificar a análise ESG para mercados emergentes

    Papéis-barreira: Voith e 4evergreen alliance impulsionam inovação

    A Voith intensificou sua parceria com a 4evergreen alliance. A empresa vem focando o desenvolvimento de processos inovadores para a desagregação de papéis-barreira em escala industrial.

    Valmet inicia programa de recompra de ações

    Valmet inicia programa de recompra de ações para cumprir obrigações de planos de incentivo baseados em ações. A aquisição começa hoje (12/02).

    Branded Contents

    Solenis homenageia Suzano pelos 100 anos

    Suzano, Parabéns pelos 100 anos! Uma história repleta de grandes desafios e muito sucesso. Pioneirismo, inovação, tecnologia de ponta, atributos que facilmente conferiríamos a nós...

    Wana transformando inovação em solução

    A WANA é uma empresa 100% nacional com mais de 20 anos de atuação, especialista na produção de aditivos químicos poliméricos para diversos mercados,...

    Valmet e Suzano investem em inovação e tecnologia para impulsionar o desenvolvimento sustentável da indústria

    Suzano e Valmet celebram uma década de parceria em Imperatriz, MA, marcada por avanços tecnológicos e sustentabilidade na produção de celulose

    Compartilhar

    Newsletter

    Mantenha-se Atualizado!

    Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades