As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Lucro líquido da Irani no 3T23 alcançou R$ 64,63 milhões

No terceiro trimestre de 2023, o lucro líquido da Irani foi de R$ 64,63 milhões, em comparação com o lucro de R$ 95,53 milhões no mesmo período do ano anterior, representando uma redução de aproximadamente R$ 30,89 milhões ou cerca de 32,3%. Já em relação a receita líquida a empresa registrou R$ 408 milhões, um aumento de 3,4% em relação ao 2T23 e queda de 7,6% em relação ao mesmo período de 2022. Apesar da retração sobre o mesmo período do ano passado, o EBITDA Ajustado apresentou margem de 32,7%, ante 31,1% no terceiro trimestre de 2022, alcançando R$ 133,33 milhões neste ano.

Notícia continua após o anúncio

Para o diretor de Administração, Finanças e de Relações com Investidores da Irani, Odivan Cargnin, apesar da retração na comparação com o mesmo período do ano anterior, em relação ao segundo trimestre deste ano o lucro da companhia ficou em patamar semelhante, desconsiderando a receita atípica gerada por um ganho judicial de créditos de PIS e Cofins, de R$ 161,11 milhões no 2T23. “Isso mostra a resiliência do nosso negócio em meio a um momento de cenário adverso”, avaliou.

O executivo destacou ainda que duas ações devem começar a refletir positivamente nos resultados da companhia. O primeiro já foi implantado no trimestre e representa a adoção da estratégia de gestão de passivos com foco em alongar prazo e reduzir o custo da dívida da empresa. Esse movimento financeiro permitiu substituir debêntures com custo de CDI + 4,5% ao ano por outras operações com custo de CDI + 1,8% ao ano e prazo total de 5 anos.

O segundo destaque é a nova fase da plataforma Gaia, que recebeu aporte superior a R$ 910 milhões desde 2020. O executivo declarou que os investimentos possuem alavancagem bem controlada, na casa de 2,1 vezes o EBITDA, com R$ 538 milhões em caixa, 99% da dívida no longo prazo com custo bem adequado.

Vendas

Conforme dados do release de resultados, o volume de vendas do segmento Embalagens Sustentáveis (Papelão Ondulado) foi reduzido em 4,4% na comparação com o 3T22 e aumentou 13,3% quando comparado com o 2T23, totalizando 43,7 mil toneladas no 3T23, apontando retomada do consumo e consequente aumento de demanda para os produtos do segmento neste ano. Já o segmento de Papel para Embalagens Sustentáveis (Papel) totalizou 32,5 mil toneladas de vendas, registrando aumento de 7,8% quando comparado ao 3T22 e aumento de 11,2% quando comparado com o 2T23, apontando melhora de demanda nos mercados interno e externo por esses produtos. O segmento Resinas Sustentáveis (Breu e Terebintina) apresentou
redução de 43,8% quando comparado com o 3T22 e redução de 52,8% quando comparado com o 2T23, alcançando 1,7 mil toneladas, devido principalmente à concorrência dos produtos importados, em especial a oferta de produto da China para o mercado da Europa.

As despesas com vendas no 3T23 totalizaram R$ 32.529 mil, redução de 11,1% quando comparadas com as do 3T22, e aumento de 8,5% em relação às do 2T23, e representaram 8,0% da receita líquida consolidada, menor que os 8,3% no 3T22 e maior que os 7,6% no 2T23, relacionado diretamente à variação de volumes de vendas apresentada neste trimestre em comparação ao trimestre anterior. As despesas administrativas no 3T23 totalizaram R$ 25.308 mil, um aumento de 8,4% quando comparadas às do 3T22, devido especialmente à inflação do período e às reestruturações de equipes, e redução de 2,1% quando comparadas com as do 2T23, devido principalmente às economias de custos implementadas no período, e representaram 6,2% da receita líquida consolidada, maior que os 5,3% no 3T22, e menor que os 6,6% do 2T23.

Acesse as informações do balanço em Central de Resultados – Irani | Relações com Investidores

* Com informações da AI e RI Irani

Últimas Notícias

Desmitificando a PL da Silvicultura 

Combatendo a desinformação sobre a silvicultura, especialistas esclarecem a produção florestal das árvores cultivadas como uma atividade sustentável

Preços mundiais dos produtos florestais mantêm cenário negativo

A produção e preços dos produtos florestais variaram na última década, com retrações na crise sanitária e recuperação seguida de novas quedas.

Demanda por produtos de papel: consequências das inundações no RS

As inundações no RS devem ter impacto limitado na demanda por papel em 2024, com forças opostas compensando-se no curto e médio prazo.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades