As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Paris 2024: uso de madeira e papel define novos padrões sustentáveis nas Olimpíadas

Vila Olímpica sustentável utiliza madeira e papelão reciclado, reduzindo a pegada de carbono e apresentando inovações ecológicas para um futuro sustentável

Paris se prepara para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024 com um compromisso inovador com a sustentabilidade ambiental. O recém-inaugurado Village Olímpico de Paris não apenas visa ser um exemplo de construção de baixo carbono, mas também incorpora materiais sustentáveis, como papelão e madeira, de maneira revolucionária.

Notícia continua após o anúncio

Com o objetivo de reduzir significativamente a pegada de carbono do evento, Paris 2024 adotou novas técnicas construtivas que minimizam o uso de concreto tradicional em favor de materiais de menor impacto ambiental, como a madeira. Muitas estruturas do Village utilizam a madeira em suas colunas centrais, fachadas e pisos, escolhida não apenas por sua pegada de carbono reduzida, mas também por suas propriedades naturais de isolamento e estética.

Além disso, o Village Olímpico de Paris 2024 apresentará camas inovadoras feitas de papelão reciclado, seguindo a tendência iniciada nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Essas camas, compostas por bases reforçadas de papelão e colchões feitos de redes de pesca recicladas, exemplificam o compromisso dos organizadores em adotar soluções sustentáveis em todos os aspectos do evento.

Os espaços públicos ao redor das casas também foram projetados para mostrar alternativas que podem ser replicadas no futuro. A vila de 52 hectares possui grandes jardins, que cobrirão 40% da área total do terreno e incluirão 9.000 árvores e arbustos quando a área estiver totalmente desenvolvida após os Jogos Olímpicos.

“Esta é uma proporção muito alta e, com nosso sistema de reciclagem de água, permitirá áreas para relaxamento e resfriamento”, disse Charles Richard-Molard, vice-diretor responsável por espaços públicos do Solideo, a jornalistas. A vila, localizada ao norte de Paris, também tem um centro de tratamento de água em miniatura que coletará e purificará as águas residuais, que podem ser usadas nos jardins, fazendo uso eficiente dos recursos naturais. “A aldeia já está preparada para o clima de 2050”, acrescentou Nicolas Ferrand, diretor administrativo da SOLIDEO.

Um edifício experimental, conhecido como “Cycle building”, usará água da chuva purificada para seus banheiros, que são projetados para separar urina e fezes, que podem ser transformadas em fertilizante.

Outras inovações em exibição para os cerca de 14.500 atletas e treinadores olímpicos incluem o uso de conchas de ostras recicladas, que absorvem mais calor do que as telhas tradicionais, e resina de pinho em vez de asfalto à base de petróleo.

Segundo Georgina Grenon, responsável pela sustentabilidade dos Jogos de Paris, “as empresas de construção precisaram utilizar novas técnicas para construir os apartamentos enquanto produziam 30% menos emissões por metro quadrado do que um edifício tradicional”.

Com o Village Olímpico de Paris 2024 como um farol de inovação sustentável, os organizadores esperam não apenas hospedar um evento esportivo de classe mundial, mas também deixar um legado duradouro de práticas ambientais responsáveis para futuros grandes eventos ao redor do mundo.

Com informações do site oficial Jogos com Carbono Neutro – Paris 2024 (olympics.com), ASi Central e

Últimas Notícias

Suzano adquire duas fábricas nos EUA por US$ 110 milhões, expandindo presença no mercado de embalagens

As fábricas são especializadas na produção de papelcartão utilizado em embalagens de líquidos e copos de papel, com uma capacidade produtiva de 420 mil toneladas anuais. Suzano adquire duas fábricas nos EUA da Pactiv Evergreen por US$ 110 milhões, fortalecendo sua posição em embalagens e papelcartão

Balança comercial do setor florestal tem alta no 1T24 puxada pelas vendas de painéis de madeira

A balança comercial do setor florestal brasileiro registrou saldo positivo de US$ 3,2 bi no 1T24, com destaque para as exportações de painéis de madeira

Madeira: exportações mostram estabilidade no primeiro semestre de 2024

A WoodFlow analisou os números de exportação de madeira do primeiro semestre de 2024. Indústrias relatam uma estabilidade na cartela de pedidos no período.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades