As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

     

    Voith Paper contribui para modernização da Papelera Tucumán

    Projeto visa a modernização da seção de Secagem e a redução das manutenções, em linha com as metas do cliente de aumento de produção de papel reciclado pela fabricante argentina

    A Voith Paper Brasil concluiu em agosto a substituição de 31 conjuntos de uniões rotativas e 27 conjuntos de termoanéis, com todos seus pertences, como parte da atualização tecnológica da PM1 da Papelera Tucumán, na província de Lules (Argentina). Da pré-venda à partida do equipamento – após a montagem de cerca de 5.000 peças previstas em 31 cilindros secadores – a entrega materializou em campo a atuação da Voith como fornecedora completa do setor.

    Notícia continua após o anúncio

    “A solução da Voith Paper à Papelera Tucumán contemplou o desenvolvimento de um projeto que integrou produtos de última geração com qualidade, desempenho superior, preço competitivo, envolvimento de uma equipe tecnicamente preparada para supervisionar todas as etapas, bem como um modelo flexível de negociação e customização de serviços para atender às necessidades do cliente”, destaca Victor Pisapia, Gerente de Produto da Voith Paper para a América do Sul.

    Otimização em linha com metas de crescimento do cliente

    As novas uniões rotativas e termoanéis Voith instalados terão relevante contribuição para a otimização da troca térmica dos 31 cilindros secadores da PM1 da Papelera Tucumán. As melhorias estimadas para o nível de evaporação da água no processo de secagem avançam em linha com a meta do cliente, de aumentar em até 50% a produção de diferentes gramaturas de papel reciclado.

    Com mais de 40 anos em operação, a máquina Voith da fabricante argentina teve suas configurações originais para fabricação de papel jornal modificadas. O equipamento passou por dois projetos de conversão para produção de outros tipos de papel, sendo a última migração com foco em OCC.

    A atual modernização na seção de Secagem conduzida pela Voith proporcionará ganhos de maior disponibilidade com melhor desempenho, com economia de vapor e redução dos custos com manutenções corretivas, que no passado se tornaram uma constante no calendário operacional do cliente.

    “As novas uniões rotativas têm a metade do peso dos componentes substituídos. Além da facilidade para a manutenção, são produtos robustos, com vedações de última geração, projetadas para longa duração, com substituição prevista somente daqui 20 anos ou mais – dentro de um plano de manutenção preventiva. Esses são alguns indicadores que destacamos para mostrar a relação custo-benefício da solução Voith no detalhe e na ponta do lápis”, acrescenta Victor Pisapia.

    Excelência e expertise para superar complexidades e prazo desafiador

    A troca dos milhares de componentes da seção de Secagem da PM1 ocorreu ao longo dos dez dias previstos, dentro das atividades da parada anual programada pela Papelera Tucumán.

    Três supervisores da Voith Paper Brasil coordenaram localmente as atividades de 64 funcionários terceirizados do cliente. O time envolvido no projeto conseguiu conciliar o prazo enxuto com as complexidades relacionadas aos processos logísticos e de montagem, em função da originação e da grande quantidade de itens destinados à montagem.

    Fabricados pela Voith no Brasil e na China, os componentes fornecidos tiveram de ser reunidos em um único despacho aduaneiro à Argentina. Após o recebimento do packing list, havia ainda a necessidade de reagrupar as peças correspondentes a cada um dos 150 subconjuntos que integram a montagem das novas uniões rotativas. As tarefas em campo tiveram de revezar com as demais atividades de reformas e manutenção que aconteciam simultaneamente na planta do cliente durante a parada.

    “O alinhamento sobre o escopo do serviço, que realizamos previamente com a equipe de campo e com o cliente, se mostrou crucial para realizarmos de forma bem-sucedida e sem nenhum acidente todas as etapas de montagem dentro dos dez dias previstos no cronograma do projeto”, ressalta Robson Consolato, Gerente de Projetos da Voith Paper.

    Da manutenção à modernização: suporte para justificar investimentos

    O sucesso da entrega à Papelera Tucumán vai além da excelência na montagem das novas uniões rotativas e da melhora na condição de operação do equipamento já percebida pelo cliente. Consolida mais um case de como a Voith Paper tem atuado para orientar os clientes a justificar investimentos que demonstrem, por estudos comparativos de dados e custos operacionais, como as modernizações de seções das máquinas de papel podem se revelar uma decisão menos dispendiosa – frente à opção usual por ciclos de manutenções corretivas que estendem após décadas de uso do equipamento.

    “Temos mostrado aos clientes como calcular e estabelecer parâmetros consistentes para que recursos sejam direcionados à retomada da normalidade operacional e à excelência energética, patamar do qual os fabricantes se distanciam quando a manutenção prevalece como solução rápida para problemas cada vez mais frequentes”, contextualiza Victor Pisapia.

    Ao demonstrar em números os benefícios da atualização tecnológica da seção de Secagem como um todo, a Voith Paper reativou o relacionamento com a Papelera Tucumán e abriu novas frentes de atendimento no cliente. O fabricante argentino já realizou a compra de equipamentos para preparo de massa, a contratação de manutenção para bombas de vácuo, além de uma reforma de grande porte na rebobinadeira.

    “Estendemos aos fabricantes da região a oportunidade de vislumbrar, pela comparação de indicadores, como destinar investimentos pontuais e asser-tivos e obter ganhos esperados de modo mais rápido. Sempre ao lado do cliente, posicionamos a Voith como fornecedora completa para liderar o processo de modernização da base papeleira instalada na América do Sul”, finaliza Robson Consolato.

    Fonte: Voith

    Últimas Notícias

    Portocel iniciará movimentação de fertilizantes em conjunto com a Adufértil

    A expectativa é movimentar pelo Portocel entre 120 mil e 180 mil toneladas/ano de fertilizantes. Entre os clientes estão a Suzano e outros players do segmento

    Klabin lança papel colmeia, alternativa sustentável ao plástico-bolha

    A Klabin lançou o papel colmeia sustentável, reciclável e versátil, visando promover a economia circular e substituir o plástico-bolha

    SupriJá: a plataforma online da Suzano para impulsionar vendas

    A Suzano lançou a primeira etapa para uma plataforma, SupriJá, que busca impulsionar as vendas de parceiros focados no universo de materiais de escritório

    Branded Contents

    Wana transformando inovação em solução

    A WANA é uma empresa 100% nacional com mais de 20 anos de atuação, especialista na produção de aditivos químicos poliméricos para diversos mercados,...

    Valmet e Suzano investem em inovação e tecnologia para impulsionar o desenvolvimento sustentável da indústria

    Suzano e Valmet celebram uma década de parceria em Imperatriz, MA, marcada por avanços tecnológicos e sustentabilidade na produção de celulose

    Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel amplia foco em sustentabilidade

    Em um cenário industrial sempre mais competitivo e de constantes transformações são cada vez mais comuns projetos que exigem a implementação de processos inovadores...

    Compartilhar

    Newsletter

    Mantenha-se Atualizado!

    Assine nossa newsletter e receba com exclusividade novidades e notícias do setor.