As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Preços globais da celulose enfrentam desafios para recuperação em 2024, diz Rabobank

Estudo do Rabobank com perspectivas para 2024 aponta que expansão da oferta de celulose deve conter recuperação dos preços

O estudo Perspectivas para o Agronegócio do Rabobank para 2024 sugere um cenário dinâmico na indústria de celulose, com desafios relacionados à oferta, demanda e rentabilidade dos produtores. A recuperação moderada nos preços no segundo semestre pode indicar ajustes no mercado, mas a situação continua a evoluir.

Notícia continua após o anúncio

Após atingir os picos mais altos em cinco anos no final de 2022, os produtores de celulose intensificaram a produção nos primeiros trimestres de 2023, resultando em um aumento significativo na oferta. Os estoques internacionais de celulose aumentaram consideravelmente, atingindo o equivalente a 61 dias de produção em março de 2023, um aumento de 45% em comparação com o mesmo período do ano anterior. (com dados de Fastmarkets Risi)

Com maior disponibilidade e estoques elevados, os preços globais da celulose experimentaram uma queda abrupta no início do ano, atingindo o nível mais baixo desde 2020. A celulose de fibra curta de eucalipto (BHKP) registrou seus menores preços na China, Europa e EUA, mas uma recuperação moderada foi observada no segundo semestre de 2023.

A queda nos preços impactou significativamente a rentabilidade dos produtores, resultando em paradas não programadas que, segundo a Fastmarkets Risi, devem atingir um novo recorde de 2,25 milhões de toneladas em 2023, superando os números de 2022.

Para o primeiro semestre de 2024, a tendência é de aumento na oferta, mesmo com a entrada de nova capacidade, incluindo fábricas na América do Sul. No entanto, paradas não programadas devem persistir, atingindo cerca de 2 milhões de toneladas pelo terceiro ano consecutivo.

O estudo ressalta que a demanda global enfrentará desafios diante de um cenário macroeconômico desafiador nas principais economias. Setores como papéis gráficos e embalagens podem apresentar menor consumo na Europa e nos EUA, enquanto a dinâmica de crescimento na China permanece incerta.

As atuais cotações recordes da celulose podem sofrer quedas moderadas nos próximos meses devido ao aumento da oferta, melhorias logísticas e menores custos de fretes marítimos, reequilibrando o mercado a favor dos compradores. No entanto, uma recessão mais acentuada do que o esperado poderia resultar em correções mais significativas nos preços internacionais.

O Rabobank destaca que, apesar dos desafios, os exportadores brasileiros continuam se beneficiando de custos competitivos e uma taxa de câmbio favorável.

No mercado doméstico brasileiro, o consumo de papelão ondulado deve permanecer estável, enquanto a produção de papel no Brasil pode apresentar uma leve queda em 2023, com expectativas de menor demanda internacional em 2024.

Pontos de atenção incluem a exploração contínua de oportunidades no mercado de carbono voluntário em 2024 pelas empresas do setor, enquanto aguardam um marco regulatório mais claro no mercado local. A expansão na produção de grãos deve continuar pressionando o arrendamento de terras e custos de produção de madeira no Brasil ao longo de 2024.

Da Redação, com informações do Estudo Perspectivas para o Agronegócio 2024 do Rabobank

Últimas Notícias

Desmitificando a PL da Silvicultura 

Combatendo a desinformação sobre a silvicultura, especialistas esclarecem a produção florestal das árvores cultivadas como uma atividade sustentável

Preços mundiais dos produtos florestais mantêm cenário negativo

A produção e preços dos produtos florestais variaram na última década, com retrações na crise sanitária e recuperação seguida de novas quedas.

Demanda por produtos de papel: consequências das inundações no RS

As inundações no RS devem ter impacto limitado na demanda por papel em 2024, com forças opostas compensando-se no curto e médio prazo.

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades