As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Reforma Tributária: Mudanças Significativas e Expectativas

A Reforma Tributária é indiscutivelmente o tópico dominante do momento. Finalmente, há sinais de movimento, e até o fim do ano, talvez vejamos uma transformação completa do nosso sistema tributário.

Notícia continua após o anúncio

Um Olhar Retrospectivo
No passado, especificamente em 2017 e 2020, já havíamos discutido sobre Reforma Tributária. Em 2017, três projetos relevantes chegaram ao Congresso, incluindo propostas do Deputado Luiz Carlos Hauly, do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e do Movimento Brasil Eficiente. A ênfase estava na substituição de tributos por um imposto unificado sobre bens e serviços (IBS).

Em 2020, o Ministro da Economia lançou o Projeto de Lei nº 3887/2020, que buscava combinar o PIS e a Cofins, levando à criação da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS).

O Atual Estado da Reforma
Atualmente, estamos analisando a PEC nº 45/2019, que é uma evolução do projeto do CCiF. Durante as negociações, essa PEC sofreu várias alterações, tornando a CBS semelhante em termos de amplitude ao IBS proposto.

O Cenário Tributário Atual
No Brasil, lidamos com uma variedade de impostos que têm diferentes regras e sistemas. O cenário é ainda mais complicado quando consideramos os impostos cumulativos. Além disso, empresas e indivíduos têm que enfrentar complexidades decorrentes de leis complementares, regulamentos e divergências de interpretação.

A Solução Proposta
A Câmara dos Deputados aprovou a substituição de vários impostos e contribuições, como ICMS, IPI, ISS, PIS, e Cofins, pelo IBS e pela CBS. Também há planos para a introdução de um “imposto do pecado” que incidirá sobre produtos prejudiciais à saúde ou ao meio ambiente.

Principais Características do IBS e CBS:

  • Cobertura ampla de bens, serviços e direitos.
  • Legislação unificada para todo o país.
  • Um regime único de não cumulatividade.
  • Prevenção da inclusão de outros impostos em suas bases de cálculo.

Transição para o Novo Sistema
Assumindo que o Senado aprove, teremos um período de transição, onde o novo sistema será gradualmente implementado. A expectativa é que, até 2027, a CBS substitua completamente o PIS, Cofins e IPI. Enquanto isso, o IBS seria implementado e ampliado entre 2026 e 2033.

Conclusão
A Reforma Tributária tem potencial para transformar o ambiente de negócios no Brasil, tornando-o mais simples e eficiente. Com a unificação dos tributos, espera-se uma maior transparência e eficiência no sistema tributário brasileiro. Ainda assim, muitos detalhes precisam ser discutidos e refinados para garantir uma transição suave e eficaz para o novo sistema.

Leia o artigo na íntegra:

Últimas Notícias

Irani investe mais de R$ 80 milhões para modernização e ampliação do parque fabril

Recursos destinados pela Irani à Plataforma Gaia vão permitir a ampliação e a modernização da máquina de papel V na unidade de Campina da Alegria (SC)

Irani investe mais de R$ 18 milhões em plataformas de PD&I

Projetos da Irani em PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) focam em inovações que abrangem o segmento de papel, embalagem, florestal e meio ambiente

Irani Papel e Embalagem avalia novo ciclo de investimentos

Irani avalia projeto "Plataforma Neos", com expansão da base florestal, aumento da produção de celulose de fibra longa, papel para embalagens e papelão ondulado

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades

Mais Colunas