As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

     

    A motivação de janeiro acompanha você ao longo do ano?

    Para alcançar o que você deseja é necessário ter consistência, disciplina, mesmo quando não estiver a fim, ou a tarefa/atividade parecer chata. isso também é inteligência emocional

    Janeiro é frequentemente um mês de renovação e motivação, quando muitos de nós estabelecemos resoluções e objetivos com a esperança de que essa energia de janeiro nos impulsione ao longo dos próximos doze meses. No entanto, à medida que o ano avança, essa motivação inicial muitas vezes desvanece. Diga-me: isso acontece com você também?

    Notícia continua após o anúncio

    No artigo deste mês, quero compartilhar algumas estratégias baseadas na neurociência que irão ajudar você a manter o foco nos objetivos ao longo do ano, para alcançar o sucesso sustentável. Vamos nessa?

    Afinal, é preciso estar motivado para agir?

    A motivação, sem dúvida, é uma força poderosa, mas também passageira. A neurociência nos ensina que a motivação não é um recurso constante; ela flutua com base em numerosos fatores, incluindo nosso ambiente, estado emocional e fadiga. Esperar uma motivação constante é irreal e pode levar à frustração e à procrastinação. Na realidade, o progresso contínuo que você espera na maioria das vezes exige aceitar o desconforto e superar a tendência à procrastinação.

    O quanto você está a fim de “pagar o preço”?

    Ao longo da minha trajetória como mentora e profissional de desenvolvimento humano, atendi muitos executivos que me diziam: “Lien, tenho metas, sei o que tenho que fazer, mas não sei o que acontece que eu travo e não consigo realizar”. Essa situação lhe parece conhecida? Você já ouviu isso de alguém ou até mesmo já se viu assim?

    Preciso lhe dizer que nem sempre faremos só o que nos dá prazer. Ao contrário. Na maioria das vezes teremos que aceitar “pagar o preço” em não ter o prazer imediato para assim alcançar o que desejamos em vez de procrastinar. Vou dar um exemplo, a partir das seguintes reflexões: É muito mais agradável ficar deitado no sofá assistindo TV no sábado à tarde ou ir a um churrasco com os amigos do que destinar horas para estudar Inglês e aumentar sua proficiência. É muito mais agradável descansar depois de um dia exaustivo de trabalho do que calçar o tênis e ir treinar. Verdade ou mentira?

    Para alcançar o que você deseja é necessário ter consistência, disciplina, mesmo quando não estiver a fim, ou a tarefa/atividade parecer chata. Isso também é Inteligência Emocional. Entender que nem sempre a motivação estará lá, mas você precisa fazer o que precisa ser feito. Estou me referindo a ter de criar sistemas e hábitos que apoiem a realização de objetivos, independentemente dos níveis de motivação. E uma maneira de fazer isso de forma sustentável é respeitando o seu ritmo, na sequência que você pode e dá conta, para assim não desistir no caminho.

    Utilizando estratégias baseadas na neurociência, podemos criar um caminho mais sustentável e eficaz para alcançar nossos objetivos e manter o foco ao longo do ano. Vamos conferir?

    • Estabeleça metas claras e realistas: O cérebro responde bem a objetivos claros e tangíveis. Defina metas específicas e divida-as em pequenos passos. Metas específicas ativam o córtex pré-frontal, facilitando a tomada de ação e a formação de hábitos.
    • Crie rotinas produtivas: Use a força dos hábitos a seu favor. Estabeleça um horário regular para trabalhar em seus objetivos. A consistência fortalece as conexões neurais associadas a essas atividades, tornando-as parte do seu dia a dia.
    • Entenda o desconforto: Reconheça que o desconforto é parte do processo de crescimento. O cérebro precisa de tempo para se adaptar a novos comportamentos, portanto, persista apesar do desconforto inicial.
    • Pratique a autorregulação: Aprenda a gerenciar impulsos e emoções. Técnicas de Mindfulness – prática de se concentrar completamente no presente, permitindo-se sentir suas emoções, e cultivar a gratidão – podem ajudar a aumentar a consciência sobre suas ações e escolhas.
    • Use técnicas de visualização: Visualizar o processo e o resultado desejado pode aumentar a motivação intrínseca e reforçar as vias neurais associadas ao sucesso.
    • Celebre pequenos sucessos: O reforço positivo é poderoso. Celebre pequenas vitórias para estimular a liberação de dopamina, o neurotransmissor associado à recompensa e motivação.
    • Administre a procrastinação: A procrastinação é frequentemente um sintoma de uma luta interna entre o sistema de recompensa imediata e o planejamento a longo prazo. Uma estratégia eficaz é dividir os objetivos em tarefas menores e mais gerenciáveis, que pareçam menos intimidadoras e mais fáceis de começar. Isso ajuda a reduzir a ansiedade associada à tarefa que precisa ser executada e facilita o começo aproveitando a recompensa imediata de concluir pequenas tarefas. Estratégias, como a técnica Pomodoro – estudar ou executar uma tarefa com duração exata de 25 minutos e, concluindo-a ou não, deve-se parar e descansar cinco minutos – podem ajudar a manter o foco em tarefas por períodos definidos, intercalados com breves intervalos.
    • Busque apoio e responsabilidade: Compartilhar objetivos com amigos, familiares ou colegas pode fornecer uma camada adicional de motivação e responsabilidade.
    • Pratique a autocompaixão: Seja gentil consigo mesmo quando enfrentar desafios. A autocrítica excessiva pode ativar o sistema de resposta ao estresse do cérebro, dificultando a concentração.
    • Mantenha o cérebro saudável: Exercícios físicos, dieta balanceada e sono adequado são essenciais para manter o cérebro em ótimas condições para o aprendizado e a motivação.

    Se a motivação de janeiro não persistir até o final do ano, saiba que isso é perfeitamente normal e humano. O importante é reconhecer que, enquanto a motivação pode acender a faísca inicial, é a sua disciplina, consistência e capacidade de se adaptar que realmente impulsionam o progresso.

    Você já possui o conhecimento e as ferramentas necessárias para ultrapassar os desafios e atingir seus objetivos, independentemente da presença constante de motivação. Lembre-se: cada passo que você dá, mesmo nos dias mais difíceis, irá aproximá-lo(a) mais da realização dos seus objetivos. Então, respire fundo, reafirme seu compromisso consigo mesmo e avance com confiança. Estamos juntos nessa jornada! Vamos em frente!

    Últimas Notícias

    Suzano anuncia novo CEO em substituição a Walter Schalka, a partir de julho

    O Conselho de Administração da Suzano elegeu João Alberto Fernandez de Abreu, diretor presidente da Rumo como futuro CEO da companhia. O atual CEO...

    Veracel atinge novo recorde de redução no uso de água

    A Veracel alcançou, em 2023, o menor índice médio anual de uso específico de água da história de suas operações

    CMPC lidera ranking de sustentabilidade corporativa da S&P Global 

    Na avaliação geral do ranking S&P Global Sustainability Yearbook, a CMPC ficou posicionada entre as 1% melhores colocadas. Na categoria Papel e Produtos Florestais superou as outras 38 companhias do setor.

    Branded Contents

    Solenis homenageia Suzano pelos 100 anos

    Suzano, Parabéns pelos 100 anos! Uma história repleta de grandes desafios e muito sucesso. Pioneirismo, inovação, tecnologia de ponta, atributos que facilmente conferiríamos a nós...

    Wana transformando inovação em solução

    A WANA é uma empresa 100% nacional com mais de 20 anos de atuação, especialista na produção de aditivos químicos poliméricos para diversos mercados,...

    Valmet e Suzano investem em inovação e tecnologia para impulsionar o desenvolvimento sustentável da indústria

    Suzano e Valmet celebram uma década de parceria em Imperatriz, MA, marcada por avanços tecnológicos e sustentabilidade na produção de celulose

    Compartilhar

    Newsletter

    Mantenha-se Atualizado!

    Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades

    Mais Colunas