As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Entrevista com Douglas Dalmasi, novo Presidente do Conselho de Administração da Empapel

O Brasil hoje é o sétimo maior produtor mundial de embalagens de papelão ondulado do mundo, tendo espaço para galgar mais posições no ranking, diz Dalmasi

Douglas Dalmasi é o novo Presidente do Conselho de Administração da Empapel. Diretor de Embalagem na Klabin, onde trabalha desde 2001, o profissional já atuava no Conselho da entidade desde 2017, primeiramente no conselho consultivo da ABPO e após a criação da Empapel, em 2020, como membro do Conselho da nova entidade.

Notícia continua após o anúncio

Dalmasi já passou por diversas áreas como Planejamento, Suprimentos e Finanças, antes de assumir a Diretoria de Embalagem da Klabin e esteve também na liderança do segmento de Sacos Industriais. Com formação em Administração de Empresas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), possui MBA em Controladoria pela Universidade de São Paulo (USP). O novo Presidente do Conselho da Empapel é o entrevistado da Empapel News de dezembro de 2023.

Como enxerga o mercado de embalagens de papel e papelão ondulado para o fechamento de 2023 e as perspectivas para 2024?

O setor de embalagens de papel tem uma história de crescimento perene e é o sétimo maior mercado do mundo, bem próximo de se tornar o sexto. Em 2023 a economia brasileira tem tido elevação de crescimento durante o ano todo, influenciada pela forte expansão do agronegócio. Já a projeção de fechamento para o mercado de embalagens de papel é de estabilidade ou ligeiro crescimento, impactado diretamente pelo alto endividamento das famílias brasileiras que prejudicou o consumo durante o ano.

Para 2024 a projeção da FGV é de um crescimento de 1,3%, segundo dados do Índice Brasileiro do Papelão Ondulado (IBPO). Com a rota de queda dos juros previstas, consequente queda do endividamento das famílias brasileiras, teremos um aumento do índice de confiança do consumidor, impulsionando o consumo das famílias brasileiras e o desempenho de nosso setor.

Além do desempenho macroeconômico favorável em 2024, o setor de embalagens de papel tem se preparado e investido fortemente em pesquisa, tecnologia, e novas capacidades, em toda a “cadeia”, da floresta à embalagem, ficando cada dia mais eficiente, inovador, e as embalagens de papel se tornando cada dia mais presentes em nossas residências, trazendo sustentabilidade para todos consumidores e ganhando participação em relação a outros tipos de embalagens.

A partir de 2024, a Empapel muda seu indicador e introduziremos também a informação do IBPO (Índice Brasileiro de Papelão Ondulado) em mil metros quadrados, nos alinhando aos indicadores globais. Desse modo, teremos informação mais aderente ao número de embalagens colocadas no mercado.

Quais os desafios entende que o setor enfrenta neste ano e no próximo?

Para 2024, os maiores desafios podem vir de fora do Brasil. Estamos em um ambiente de conflitos internacionais, de juros altos e contenção de inflação em todas as regiões do mundo, que traz duvidas de como será o desempenho econômico mundial. Nesse desafio inflacionário mundial, o Brasil saiu na frente e fez os ajustes necessários. Essa ação antecipada, além de outras, como reformas importantes que estão sendo tratadas, como a reforma tributária, podem fazer com que o Brasil tenha bom desempenho em 2024.

O relatório Focus do Banco Central projeta crescimento de 1,5% para o PIB brasileiro, com influência do aumento de consumo das famílias brasileiras. O desafio para o próximo ciclo passa a ser o déficit fiscal brasileiro que precisa ter um debate profundo e uma solução encaminhada, além da necessidade de termos um ganho de produtividade para sustentar o crescimento para os próximos anos.

O desafio do nosso setor será cada dia mais mostrar nossos diferenciais. Temos a certeza que estamos preparados para os desafios econômicos e ambientais do futuro, ajudando nossos clientes a contribuir para um planeta cada vez mais sustentável, com isso, ganharemos participação no mercado, temos um valor a ser percebido que precisamos trabalhar intensamente em mostrar para a população.

Qual a importância do trabalho de uma associação como a Empapel para alavancar o setor e aumentar o protagonismo das soluções em embalagem em papel e papelão ondulado?

O Brasil hoje é o sétimo maior produtor mundial de embalagens de papelão ondulado do mundo, tendo espaço para galgar mais posições no ranking. A proposta da Empapel é representar o segmento de papel, destinados à fabricação de embalagens, no sentido de ampliar sua participação de mercado, conectar-se a novos associados, outras associações e juntar esforços.

A Empapel, juntamente com outras associações como Ibá, ABTCP e Two Sides tem uma relevância fundamental com objetivo de pautar temas para discussão e atuar para aumentar o protagonismo do papel, como solução de embalagem. Estamos na equação correta do clima e apoiando os desafios da biodiversidade. Esse posicionamento vem na direção de uma atuação mais estratégica em uma sociedade que cobra a cada dia novos meios de produzir de maneira mais sustentável.

Fonte> Empapel

Leia essa e outras notícias em Empapel News – Empapel

Últimas Notícias

Irani investe mais de R$ 80 milhões para modernização e ampliação do parque fabril

Recursos destinados pela Irani à Plataforma Gaia vão permitir a ampliação e a modernização da máquina de papel V na unidade de Campina da Alegria (SC)

Irani investe mais de R$ 18 milhões em plataformas de PD&I

Projetos da Irani em PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) focam em inovações que abrangem o segmento de papel, embalagem, florestal e meio ambiente

Irani Papel e Embalagem avalia novo ciclo de investimentos

Irani avalia projeto "Plataforma Neos", com expansão da base florestal, aumento da produção de celulose de fibra longa, papel para embalagens e papelão ondulado

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades

Mais Colunas