As últimas novidades e notícias da indústria de celulose e papel. Artigos técnicos, tendências, tecnologia, inovação, ESG, cursos e mais.

Papelão Ondulado Onda “F”

O texto de Juarez Pereira, Técnico em Embalagem da Empapel, explora a utilização da onda F em embalagens de papelão ondulado

A onda conhecida como “onda F” é uma das micro-ondas, juntamente com a onda tipo E (já bastante conhecida e usada na fabricação de chapas e embalagens de papelão ondulado). A espessura de uma chapa de papelão ondulado, parede simples, fabricada com onda tipo F não ultrapassa 1mm. É um tipo de onda utilizado na fabricação de embalagens pequenas, normalmente embalagens de prateleira; pode também ser usado na composição da estrutura parede dupla, especialmente na face externa para proporcionar uma face “lisa”, possibilitando uma impressão sofisticada e de altíssima qualidade, praticamente uma qualidade de impressão igual àquela que se consegue imprimir sobre um cartão.

Notícia continua após o anúncio

Pode-se afirmar que esta é a característica principal que orienta o projetista a utilizar uma composição de papelão ondulado com onda F quando a exigência de uma impressão sofisticada é solicitada pelo usuário da embalagem. A onda tipo F ainda não é muito usada pelos fabricantes de embalagens de papelão ondulado, isto é, daquelas fábricas que têm na embalagem de transporte o seu foco principal. Assim, a indicação da onda F nos anuários da Associação dos Fabricantes de Embalagem de Papel e de Papelão Ondulado ainda não aparece divulgada, e isso em função do volume ainda produzido, considerando a produção dos fabricantes mencionados acima.

Papelão ondulado de onda F é uma opção interessante para embalagens pequenas e distribuição no “e-comercio”, e para produtos fast-food, cosméticos, joias etc., além daquela possibilidade de combinação com outros tipos de ondas formando a estrutura parede dupla, conforme já mencionado. Pode ser usada, também, como acessórios internos para uma proteção adicional ao conteúdo transportado. Hoje, já é comum a estrutura parede dupla com uma onda E; a estrutura parede dupla com uma onda F, entretanto, pode ser uma combinação bastante interessante em lugar da estrutura com onda E. A diferença em espessura é pouco significativa em termos de resistência; basta verificar a resistência de ambas as estruturas quanto à Resistência de Coluna que pode até haver uma igualdade (é uma observação que os projetistas podem verificar pelos dados de produção) e quanto à impressão da embalagem, na estrutura onda F é, sem dúvida, de melhor qualidade ainda que se observe uma boa definição, também, numa estrutura onda E. Há economia no consumo de papel, percentual que o projetista pode verificar comparando os dados de sua fábrica e o take-up-factor que mostramos abaixo.

O detalhe que deve ser observado é a produtividade, variante que o projetista tem, também, com os dados de sua produção. As especificações referentes à onda F, indicadas pelos fabricantes de cilindros onduladores, indicam uma espessura (altura da onda) de 0,7 mm a 0,8 mm e o consumo de papel miolo (take-up-factor) é indicado como sendo 1,25 m (+/-) para um metro ondulado; o número de ondas pode variar de 365 a 420, dependendo do fabricante do cilindro ondulador. Vários tipos de ondas, de menores alturas vêm, em um período relativamente recente, surgindo na indústria e apresentando vantagens significativas em relação às tradicionais A, C, B, embora estas, no que se refere às embalagens de transporte, ainda sejam as mais usadas. A onda tipo F vem aí com uma possibilidade de, na estrutura parede dupla, ganhar bom volume na produção na fabricação de embalagens de transporte.

Últimas Notícias

Quem é a Lenzing? Como ela impulsionará a participação da Suzano no mercado de fibras têxteis?

Suzano expande no mercado de celulose têxtil com aquisição de 15% da Lenzing e nova unidade de produção da Woodspin para fibras sustentáveis

Irani investe mais de R$ 18 milhões em plataformas de PD&I

Projetos da Irani em PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) focam em inovações que abrangem o segmento de papel, embalagem, florestal e meio ambiente

Irani Papel e Embalagem avalia novo ciclo de investimentos

Irani avalia projeto "Plataforma Neos", com expansão da base florestal, aumento da produção de celulose de fibra longa, papel para embalagens e papelão ondulado

Branded Contents

INCAPE forma primeira turma do curso “Mulheres Papeleiras”

Iniciativa da INCAPE reforça o compromisso da empresa com o Pacto Global da ONU, rumo à igualdade de gêner

Thiago Karam Westphalen assume presidência da INCAPE

Thiago Karam Westphalen assume como diretor presidente da INCAPE, com planos de continuar a trajetória de sucesso da família na expansão dos negócios

Destaques Tecnológicos

Destaques tecnológicos do setor: Andritz, Contech, Hergen, Solenis, Valmet E Voith

Compartilhar

Newsletter

Mantenha-se Atualizado!

Assine nossa newsletter gratuita e receba com exclusividade notícias e novidades

Mais Colunas